Meteorologia

  • 25 MARçO 2019
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 22º

Edição

Chewbacca agora é polícia? Recorrer à criatividade para recrutar agentes

Na última década as forças policiais norte-americanas perderam dezenas de milhares de agentes. Reformas, disputas salariais e empregos mais bem pagos no setor privado são algumas das razões.

Notícias ao Minuto

08:08 - 11/02/19 por Fábio Nunes 

Mundo Iniciativa

Diversos departamentos da polícia nos Estados Unidos estão a fazer uma aposta forte em novas formas de captar o interesse de futuros recrutas. Um dos vídeos mais populares é da polícia de Forth Worth, no Texas, e mostra um dos seus agentes a fazer uma ronda com um novo e peculiar parceiro: a personagem de Star Wars, Chewbacca.

O vídeo mostra o wookie em vários momentos do dia a dia de um agente da polícia. A sua abordagem a uma condutora algo distraída, a sua performance na carreira de tiro e até o treino de artes marciais com outros agentes contribuíram para que se tornasse um fenómeno viral com perto de três milhões de visualizações.

É apenas um dos exemplos do que algumas forças policiais têm para recrutar novos agentes. O departamento da polícia de Clearwater, na Florida, lançou um vídeo promocional a destacar as suas praias e uma costa apelativa aos amantes do surf.

Outra das novidades em muitas forças policiais nos Estados Unidos tem sido acabar com a proibição de tatuagens entre os agentes. A polícia de Austin, no Texas, chegou a publicar fotografias das tatuagens dos seus agentes nas redes sociais no dia nacional da tatuagem.

Estas iniciativas revelam-se particularmente importantes face ao elevado número de agentes que deixaram os departamentos da polícia nos Estados Unidos. Segundo o Huffington Post, na última década dezenas de milhares de agentes saíram da polícia norte-americana. Algo que compromete a segurança pública e aumenta a carga de trabalho e a responsabilidade dos agentes que permanecem ao serviço.

“Torna o trabalho mais difícil. Da perspetiva do público, é um risco para a segurança pública porque temos menos agentes nas ruas para responder às chamadas que recebemos”, afirmou Bill Johnson, diretor da National Association of Police Organizations.

As causas que levaram a esta saída em massa são diversas. Vários agentes seniores reformaram-se nos últimos anos, a economia norte-americana atravessa um momento positivo com uma taxa de desemprego baixa, muitos agentes no ativo contestam os salários que recebem e os empregos no setor privado têm uma remuneração superior.

Há ainda outro fator relevante a ter em conta. Os incidentes controversos entre polícias brancos e negros ou minorias étnicas têm manchado a imagem da polícia e geraram uma onda de antipatia entre algumas comunidades norte-americanas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório