Meteorologia

  • 18 JULHO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Pedro Barateiro estreia performance-instalação 'A Viagem Invertida'

A performance-instalação 'A Viagem Invertida', do artista plástico Pedro Barateiro, tendo como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, vai estrear na quarta-feira, no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.

Pedro Barateiro estreia performance-instalação 'A Viagem Invertida'
Notícias ao Minuto

21:39 - 16/04/19 por Lusa

Cultura Teatro

O espetáculo é apresentado no âmbito da 2.ª edição da BoCA - Bienal de Artes Contemporâneas, que está a decorrer até 30 de abril em Lisboa, Porto e Braga.

"'A Viagem Invertida' é a obra performativa e instalativa mais complexa" que o artista concebeu até à data, "pensada para o palco e construída a partir do texto, esculturas e um vídeo, que dão continuidade a algumas das questões levantadas anteriormente na obra" de Pedro Barateiro, de acordo com a programação.

'A Viagem Invertida' conta com interpretação do próprio Pedro Barateiro, de Lula Pena, do bailarino Luís Guerra, e composição musical e interpretação de Raw Forest (Margarida Magalhães).

Pedro Barateiro trabalha no palco na Sala Garrett do teatro, tendo como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal numa investigação que passa também pelo livro 'Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe', escrito por José A. Bragança de Miranda.

O lítio é o componente principal no fabrico de baterias de computadores, 'tablets' e telemóveis, mas é também utilizado, em medicamento, para tratar estados de depressão e bipolaridade, como estabilizador de humor, aponta o texto da peça.

Recorrendo à substância e às suas utilizações, "o projeto representa um mapa da condição contemporânea, iluminando a forma como diferentes narrativas se conectam, e contrariando a sua apresentação habitual como fenómenos independentes".

Entre as questões abordadas neste trabalho incluem-se a inscrição do modelo económico atual na história do colonialismo, e a relação de ambos com o passado e o presente.

A conceção, texto, vídeo e esculturas são de Pedro Barateiro.

O espetáculo, que estará em palco em duas sessões diárias na quarta-feira e na quinta-feira, às 18h00 e às 21h00, é uma produção da BoCA com o Teatro Nacional D. Maria II.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório